Páginas

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Resultado fiscal mostra que economia precisa ser redirecionada, diz Levy

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou, durante evento a investidores promovido pelo Bradesco, que o resultado fiscal do Governo Central, anunciado nesta quinta-feira (29), "mostra que a economia brasileira precisa ser redirecionada". O Governo Central registrou déficit de 17,2 bilhões em 2014, o primeiro da série histórica iniciada em 1997. Levy destacou que no ano passado houve queda de mais de 7% nos investimentos. "O objetivo do governo é dar clareza para onde vai e, para isso, precisaremos de cooperação e contribuição de todo mundo", afirmou. Sobre o Programa de Sustentação do Investimento (PSI), o ministro comentou a cifra de R$ 400 bilhões e avaliou que "não poderia continuar naquele ritmo". O titular da Fazenda avaliou ainda o ajuste feito na TJLP como "para uma taxa que é considerada de equilíbrio para o combate à inflação". Ele disse também que o Brasil tem capacidade de criar crédito de médio a longo prazo. Retomando a necessidade citada anteriormente de redirecionar a economia, Levy disse que para isso é preciso haver confiança. "O papel do governo é criar uma situação fiscal que dê segurança a todos", afirmou. Para o ministro, o redirecionamento da economia também envolve o corte de gastos do governo. "A lei de responsabilidade fiscal exige este exercício (de cortar gastos)", comentou. Nesse sentido, Levy citou a reversão de algumas desonerações. "Temos de pensar que governo criará quadro de menos risco, com responsabilidade fiscal", disse. Sobre a retomada da atividade econômica no Brasil, o ministro afirmou que "há muita coisa que o governo não vai fazer" e que "a retomada da atividade depende de investidores". "É preciso resgatar o espírito animal. Nosso papel é garantir ambiente seguro ao investidor", disse Levy. Na avaliação do titular da Fazenda, o Brasil tem todas as condições para passar para um novo estágio. "Não vamos ficar presos à armadilha da renda intermediária que outros países têm", pontuou. Nesse sentido, Levy disse ser necessário que o governo crie uma base para que cada um assuma seu próprio risco e tenha vontade de crescer. Levy destacou que o governo tem o compromisso de ampliar e lançar novas concessões e que pretende aproveitar o mercado de capitais e a poupança doméstica e externa para voltar a crescer. "Precisamos entender que os termos de troca mudaram. Isso exigirá reengenharia da economia", disse. "Com muitas transparências vamos fazer as coisas, enfrentando e mostrando". completou.

Anvisa realiza consulta pública para fiscalizar substâncias de controle especial

 Anvisa realiza consulta pública para fiscalizar substâncias de controle especial
Foto: Reprodução / Agência Brasil
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realiza uma consulta pública sobre normas de fiscalização de substâncias sujeitas a controle especial, a exemplo do canabidiol. O texto publicado nesta quinta-feira (29), no Diário Oficial da União, estabelece prazo de 30 dias, que começa a valer a partir da próxima quinta-feira (5), para o envio de comentários à proposta de resolução, que será disponibilizada no site da Anvisa. A população pode participar enviando sugestões, que devem ser encaminhadas por meio do preenchimento de formulário específico, que está disponível no site.  Ao final do prazo estipulado, a agência fará a análise das contribuições e publicará o resultado da consulta pública

Brasil paga dívida de US$ 15 milhões com a ONU

Em um esforço para garantir a candidatura à reeleição do brasileiro José Graziano da Silva, o governo de Dilma Rousseff depositou o que devia à Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). O Brasil somava uma dívida de US$ 15 milhões em relação à sua cota de 2014. O depósito foi feito pelo Ministério do Planejamento após reportagens revelarem que o Brasil estava devendo para diversos organismos na ONU e, por essa razão, teria sido suspenso de alguns deles. No caso da Agência Internacional de Energia Atômica e do Tribunal Penal Internacional, o Brasil já perdeu seu direito de voto. Conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo, a dívida do Brasil com as agências da ONU soma mais de R$ 662 milhões (cerca de US$ 258 milhões). José Graziano da Silva manteve boas relações com Dilma Rousseff desde o tempo em que ambos eram ministros do governo Lula. Ao vencer as eleições em 2012 para seu primeiro mandato na FAO, Graziano assumiu prometendo recolocar a entidade no centro do debate mundial. A falta de pagamento por parte do Brasil, portanto, era considerada como um golpe a essa promessa e poderia enfraquecer a nova candidatura do brasileiro. As eleições ocorrem em junho. A crise no pagamento das cotas brasileiras ocorreu após a ONU modificar os critérios de contribuições e elevar a participação dos países emergentes na conta final da entidade. O tema das dívidas também foi alvo de uma reunião no início da semana entre o novo chanceler Mauro Vieira e o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa. O objetivo era mostrar que a falta de fundos à chancelaria está tendo um impacto não apenas na estrutura física das embaixadas, mas também custando caro em termos de impacto na posição do País no exterior. Pelo Itamaraty, se o pagamento à FAO foi comemorado, diplomatas não deixaram de atacar a influência de Graziano, um ex-ministro, na cúpula do governo. Falando sob a condição de anonimato, diplomatas apontaram que o Brasil hoje não pode votar em temas de interesse internacional. Mas, por não estar entre as prioridades do governo, essas contas não estão sendo pagas.
(por Jamil Chade | Estadão Conteúdo)


quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Sesab: Dívida com serviços contratados somam dívida de R$ 480 mi; secretário justifica aperto

Durante reunião do Conselho Estadual de Saúde nesta quinta-feira (29), o secretário estadual da pasta, Fábio Vilas-Boas, afirmou que a dívida com serviços contratados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) em 2014 soma cerca de R$ 480 milhões. Mensalmente, ainda há uma previsão de déficit orçamentário de R$ 30 milhões, o que vai provocar a revisão dos contratos de diversas áreas, para reduzir despesas na pasta. No evento, Vilas-Boas justificou o aperto dos cintos, que inclui a reestruturação das Diretorias Regionais de Saúde (Dires), fato comemorado pelo antigo titular da pasta, Jorge Solla. "Ampliar a oferta de serviços à população e aumentar a vigilância epidemiológica em todo o estado é o queremos. Ao invés de termos apenas 31 pontos de apoio em um estado tão grande como o nosso para distribuição de medicamentos e equipamentos como câmaras frias, queremos empoderar os 417 municípios para que cumpram seu papel constitucional, que é cuidar da vigilância e atenção a saúde. Os nove Núcleos Regionais de Saúde que substituem as Dires irão concentrar as ações de coordenação, planejamento e supervisão ao invés de sobrepor ou inibir as iniciativas municipais", disse o secretário durante a reunião. Vilas-Boas afirmou que a extinção das Dires é um avanço na Saúde. O gestor reiterou ainda que o governador Rui Costa elegeu a Saúde a bandeira prioritária de seu governo e "nos próximos anos vamos construir uma estrutura que seja sólida e sustentável. Em síntese, criaremos uma rede intermediária entre o PSF e a rede hospitalar terciária. A ideia é criar um cinturão com unidades de pronto atendimento e hospitais de pequeno porte, pois mais de 70% dos casos atendidos em hospitais de alta e média complexidade seriam resolvidos em unidades básicas”.

Rosemberg Pinto desmente coluna e mantém candidatura, mas admite reunião com o PT

Em resposta às informações publicadas na manhã desta quinta-feira (29) na coluna Tempo Presente, do jornal A Tarde, a assessoria de comunicação do deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) garantiu que a sua candidatura à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (Al-Ba) foi mantida. Apesar de negar uma possível desistência do pleito, ele manteve a afirmação de que a bancada petista irá se reunir neste domingo (1º). “A minha posição continua a mesma no sentido de me manter na disputa, que não tem o objetivo de mirar o presidente Marcelo Nilo. Precisamos democratizar a Casa Legislativa e acabar de vez com o instituto da reeleição, não é bom para a democracia”, declarou em nota para a imprensa. O mesmo desmentido foi feito em sua conta oficial do Twitter (abaixo).  

'Sempre estou bêbada ao transar com alguém pela 1ª vez', declara Sabrina Sato

Musa do carnaval carioca e paulista, Sabrina Sato arrasta olhares de marmanjos por onde passa. Mas se engana quem pensa que a ex-bbb se sente a vontade com os homens por ser tão desejada. Em entrevista a revista Marie Claire, a apresentadora da Record contou que nem sempre é assim. Veja a declaração na Coluna Holofote!

Justiça do Rio determina bloqueio de bens e quebra de sigilo de Gabrielli e outras sete pessoas

A Justiça do Rio determinou nesta quarta-feira (28) o arresto dos bens e a quebra do sigilo fiscal e bancário dos réus de uma ação civil pública por improbidade administrativa, movida pelo Ministério Público em dezembro do ano passado, contra executivos da Petrobras e da empreiteira Andrade Gutierrez. Segundo informações do portal G1, estão entre os réus o ex-presidente da companhia e ex-secretário de Planejamento do Estado da Bahia, José Sérgio Gabrielli, e o ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras, Renato Duque, além de mais outros seis réus. A determinação refere-se ao período entre 2005 e 2010 e atinge todos os réus da ação. De acordo com o MP, inquéritos teriam comprovado contratações sucessivas e superpostas em benefício da empresa Andrade Gutierrez; sobrepreço e superfaturamento nos contratos; ausência de transparência na escolha da Andrade Gutierrez para continuar como cessionária de obrigações firmadas entre a Petrobras e a empresa Cogefe Engenharia Comércio e Empreendimentos, explica a juíza na decisão. “A quebra de sigilo fiscal e bancário tem por escopo a instrução dos inquéritos civis que amparam a ação, eis que não teve acesso a todos os dados necessários anteriores e posteriores, de forma a elucidar o valor total envolvido durante a gestão dos réus e quantificar a participação da empresa, para que possa ser resguardada a eficácia da responsabilização desta ação civil pública”, escreveu na sentença a juíza Roseli Nalin, da 5ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Estudo indica que psicopatas têm anormalidades em região cerebral associada a punições

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Montreal, Canadá, indica que, ao invés de serem frios e dissimulados, os psicopatas não entendem o significado de punições. A pesquisa foi realizada com a ajuda de ressonâncias magnéticas, que comprovaram que pessoas diagnosticadas com psicopatia têm anormalidades em regiões cerebrais relacionados à compreensão de crime e castigo. Leia mais na coluna de Saúde.

Refrigerante de açaí não tem fruta na composição

Ironicamente, o Guaraná Antartica Black , lançado este mês, pela Ambev tem sabor de açaí. A grande surpresa fica por conta dos ingredientes, no rótulo do refrigerante: a bebida não tem nada de açaí. Na sequência, são listados os seguintes ingredientes: água gaseificada, açúcar, extratos de cenoura roxa e hibisco, extrato de guaraná, corante caramelo IV, acidulantes, ácido fosfórico e ácido cítrico, emulsificante goma acacia, aromatizante e regulador de acidez citrato de sódio. De acordo com o G1, a Ambev reafirmou a informação usada na campanha de divulgação do refrigerante, que apresenta o Guaraná Antarctica Black como "um novo líquido que combina o autêntico Guaraná Antarctica com o sabor do açaí". Questionada se o refrigerante em ou não açaí, a Ambev disse: "Na formulação, utilizamos notas de aroma natural de açaí para compor o aroma final do produto. Por isso, devido a uma questão técnica, o aroma natural de açaí não está discriminado entre os ingredientes, mas segue declarado na lata e na comunicação como "Frutas da Amazônia: guaraná e sabor açaí". Na página da marca no Facebook, consumidores postaram mensagens cobrando explicações da empresa.

Tinoco sugere que Rui quer 'passar calote' em ACM Neto

O vereador Claudio Tinoco (DEM) recebeu com surpresa a declaração do governador Rui Costa de que a dívida de R$ 2 milhões do governo estadual com a prefeitura, relativo ao patrocínio do Carnaval de Salvador 2014, não seria sua e sim do ex-governador Jaques Wagner, atual ministro da Defesa, e sugeriu que o governo queira “dar um calote” na prefeitura. “Uma declaração dessas de um chefe de Estado, que atribui a dívida ao governo anterior como não sendo de sua responsabilidade, parece-me, efetivamente, uma piada com Salvador ou com o próprio Jaques Wagner. O governo do PT agora vai declarar moratória? Vai dar calote? Esse será o tratamento dado aos credores do Estado?", afirma o democrata, ao ressaltar que a dívida foi gerada quando Rui era chefe da Casa Civil da administração de seu mentor e companheiro de partido.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Deputado fala em greve geral caso mudanças em direitos trabalhistas não sejam repensadas

manifestação nacional dos trabalhadores que está agendada para esta quarta-feira (28) pode ser o prelúdio de uma greve geral no país, de acordo com o deputado federal eleito e líder sindical Bebeto Galvão (PSB). O político afirmou que cerca de três mil pessoas são aguardadas em Salvador. “As centrais sindicais estão se mobilizando e ainda vai haver uma grande manifestação, que vai ser a Marcha a Brasília, quando pretendemos ter 100 trabalhadores. Neste momento entendemos que o governo democraticamente eleito e que ajudamos a eleger caiu sobre os trabalhadores. Caso essas medidas não sejam refletidas podemos ter uma greve geral. Claro que caso a negociação não dê resultado”, disse Bebeto. O parlamentar reforçou que durante o processo de redemocratização brasileira, as greves gerais dos trabalhadores foram fundamentais para a obtenção de direitos da classe na década de 80. O deputado chamou o novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, de “Levy mão de tesoura” por ele ter modificado a legislação trabalhista com menos de um mês no cargo. “O governo disse que não atacaria os direitos trabalhistas, mas não foi isso que aconteceu”, atacou Bebeto antes de enumerá-los: aumento do prazo do seguro-desemprego e do auxílio-doença e o veto na correção da tabela do imposto de renda (vejaaqui, aquiaqui e aqui). “Eu, como parlamentar, entendo que as MPs adotadas por Dilma produzirão um desvelo social ao trabalho. Não aceitamos que as medidas recaiam sobre os trabalhadores”, defendeu o deputado. Argumento semelhante foi utilizado o pelo presidente da CTB Bahia, Aurino Pedreira.“As mudanças são absurdas, pois exclui o acesso de milhões de trabalhadores a estes benefícios, exatamente no momento em que eles mais precisam. Não podemos permitir este retrocesso, com a retirada de direitos duramente conquistados pela classe trabalhadora. Vamos tomar as ruas para exigir a revogação imediata destas medidas”, defendeu. Nesta terça (27), a presidente Dilma Rousseff minimizou as declarações do ministro Joaquim Levy e afirmou que os direitos trabalhistas não serão alterados.

Egito condena médico por morte de criança submetida à mutilação de clitóris

A corte de apelação do Egito condenou nesta quarta-feira (26) a dois anos de prisão o doutor que submeteu uma criança de 13 anos a realizar desclitorização – ou amputação de clitóris –, ao entender que foi cometido um homicídio imprudente. O pai da menina também recebeu a pena de três anos de prisão, que foram suspensos. A sentença será executada caso o progenitor obrigue suas outras filhas a se submeter à mutilação. Trata-se da primeira sentença contra a prática em um país árabe desde que foi proibida, em 2008. O ato ainda é considerado um rito de passagem em certas regiões. A vítima fatal Soheir al Bata, 13, é oriunda de um pequeno povo da Delta do Nilo e foi levada, em junho de 2013, a consulta de Raslan Fadl, famoso na aldeia por mutilar as crianças. Horas depois da operação, contudo, Soheir morreu após uma dose considerada grande de anestesia, confirmaram os peritos. Um tribunal chegou a absolver o médico e o pai da criança, em novembro de 2014, mas um novo julgamento foi realizado. A mutilação genital feminina está tipificada como delito do Código Penal egípcio desde 2008, com penas que vão desde os três meses a dois anos de prisão e multas entre 1 mil e 5 mil libras egípcias (R$ 584 a R$ 1.752).

Baiano Ricardo Pessoa irá colaborar com Operação Lava Jato por delação premiada

O engenheiro baiano Ricardo Pessoa, presidente da UTC Engenharia, está com um acordo de delação premiada praticamente fechado para colaboração na Operação Lava Jato, segundo a coluna Radar Online, da revista Veja. Preso na sétima etapa da investigação, Pessoa é responsável por um manuscrito de seis folhas de caderno, obtido pela publicação no início de janeiro, no qual relaciona contratos entre empreiteiras e a Petrobras investigados pela Polícia Federal e o caixa de campanha eleitoral da presidente Dilma Rousseff.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Irmão de Campos vai aguardar relatório final para se pronunciar

Irmão do ex-governador e ex-presidenciável Eduardo Campos, o advogado Antonio Campos afirmou, nesta segunda-feira (26)através de nota, que só irá se pronunciar após a divulgação oficial das conclusões dos inquéritos civil e criminal que apuram as causas da queda do Cessna 560 XL, que matou Eduardo Campos e mais seis pessoas, no dia 13 de agosto. Na nota, ele afirma que a coletiva convocada pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), realizada na tarde desta segunda, "não traz conclusões finais". De acordo com o Cenipa, os pilotos do jato não fizeram o trajeto previsto nem tinham habilitação específica para pilotar a aeronave. Antonio Campos frisa que somente após a divulgação oficial das conclusões dos inquéritos civil e criminal, que ainda não ocorreu, e, após acesso completo ao relatório e das investigações do Cenipa, divulgadas nesta segunda, "terá "uma visão mais global do caso".
(Fonte Agência Estado)

Executivo da Odebrecht sugeriu conta na Suíça, diz Paulo Roberto Costa

Em delação premiada, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa afirmou à força­-tarefa da Operação Lava Jato que o executivo Rogério Santos de Araújo, diretor da Odebrecht Plantas Industriais e Participações, foi quem sugeriu a ele que “abrisse conta no exterior” para receber propinas da empresa no montante de US$ 23 milhões. De acordo com Costa, o diretor da Odebrecht “mandou depositar o valor integral, entre 2008 e 2009”. A construtora fechou contrato bilionário com a Petrobras em 2009, alvo das investigações da força-­tarefa. Segundo o Estadão, o ex-diretor da Petrobras disse que abriu conta por intermédio de “uma pessoa indicada” por Araújo. Segundo Costa, o indicado pelo diretor da Odebrecht chama­se Bernardo Freiburghaus, da Diagonal Investimentos Agente Autônomo de Investimentos Ltda., no Rio de Janeiro. Procurado em sua casa, a informação foi de que ele estaria viajando. A Odebrecht nega veementemente o que classifica de “alegações caluniosas do réu confesso e ex­diretor da Petrobras”. A empresa rechaçou “qualquer pagamento ou depósito em suposta conta de qualquer executivo da estatal”.
(Fonte Agência Brasil)

Governo dá meia-volta no seguro-desemprego

Com os sindicatos sublevados, o PT não menos, Dilma Rousseff decidiu voltar atrás, em marcha ré, e desistir  do que considerava importante para evitar gastos. O seguro, que, juntamente com outras medidas foi definida no mês de agosto passado, e guardado o sigilo para não prejudicar a reeleição da presidente, voltou a estaca zero. Nesta terça-feira (27), à tarde, a presidente vai se reunir com ministros para fixar os cortes, mas leva o cuidado de também chamar a área social, apenas para dizer que tudo foi continuar como está, com exceções, como a própria Dilma já havia dito, mas recuara e agora recua novamente. Corte na área social vai haver, mas não no seguro-desemprego. É fato que já houve cortes, e grandes, no programa  Bolsa Família, responsável, no Nordeste, pela reeleição da presidente. O governo da República não segurou as críticas, quase em grito, contra a decisão de colocar um ponto final no seguro-desemprego.

Palpite no novo governo: Solla propõe manutenção de Dires e Núcleos Regionais

Ex-secretário de Saúde e deputado federal eleito, Jorge Solla (PT) sugeriu, em carta aberta no Facebook, que o governador Rui Costa (PT) mantenha as Diretorias Regionais de Saúde (Dires). As Dires foram extintas pelo governador e pelo novo chefe da Saúde, Fábio Vilas-Boas. Segundo os novos mandatários, mais de cem médicos, dentre os quais 20 obstetras, além de 56 dentistas, foram retirados de serviços "burocráticos" e passaram a atender a população. Segundo Solla, "a implantação do Plano Diretor de Regionalização estabeleceu as diretrizes para o fortalecimento das 28 microrregiões de saúde no tocante ao conjunto das ações de saúde (vigilância à saúde, assistência farmacêutica, atenção básica e média complexidade ambulatorial e hospitalar) e para a viabilização da oferta de alta complexidade nos pólos das nove macrorregiões". De acordo com Vilas Boas, a extinção das diretorias se justifica pelo "grau de maturidade dos municípios". "Nós entendemos que já existe um grau suficiente de maturidade na Bahia capaz de permitir que alguns dos municípios consigam se organizar e fornecer a sua assistência à saúde com as suas próprias pernas", afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. Ao finalizar o palpite na nova gestão, Solla afirma estar “disponível para contribuir para o sucesso” da nova gestão. Resta saber se Rui, que nomeou outro secretário de Saúde, irá aceitar.

Assinatura do TAC de sistema de transporte complementar é agendada para próxima terça

Após uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira (26), a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), com o objetivo de retomar a licitação para regulamentação do Sistema de Transporte Complementar do Estado da Bahia, foi agendada para a próxima terça (3), na sede do Ministério Público Estadual (MPE), no bairro de Nazaré. "Esse é um momento muito esperado por todos nós. Com certeza, tanto para vans, quanto para ônibus, esse TAC vai gerar um novo marco na qualidade dos sistemas, já que no documento, além de tratar de questões contratuais e abrir as licitações, há também pactuações que dizem respeito à melhoria da qualidade dos dois sistemas, inclusive com ampliação de linhas. Assim, o Governo dá um passo decisivo na melhoria da logística do transporte público de massa em nosso estado", afirmou o deputado estadual Zé Neto (PT) durante a reunião, que ainda teve a presença da promotora de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Patrimônio Público e Moralidade Administrativa (GEPAM), Rita Tourinho, do diretor da Agência de Regulamentação dos Serviços Públicos de Transportes (Agerba), Eduardo Pessoa, dos representantes da Associação das Cooperativas, Associações e Permissionários do Transporte Complementar e Alternativo do Estado da Bahia, Dagoberto Muniz (presidente) e Ricardo Medrado (diretor) e do presidente da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Rodoviário do Estado da Bahia (Abemtro), Décio Sampaio.

Aeronave faz pouso forçado na BR-101

                                                   
Uma aeronave com capacidade para duas pessoas – de pequeno porte – realizou um pouco forçado na BR-101, no KM 189, em São Gonçalo dos Campos, nesta segunda-feira (26). De acordo com o Polícia Rodoviário Federal, a aeronave era pilotada por José Silva Do Vale Filho e Lázaro Camargo Ferreira Pereira, ambos de São Luis Do Maranhão. Um dos pilotos informou que eles saíram de Ilhéus com destino a São Luis, para entregar a aeronave ao seu proprietário, e por falta de combustível foi necessário fazer o pouso forçado. Ainda de acordo com a Polícia Rodoviária Federal, foi realizada uma revista geral na aeronave e nada de anormal foi encontrado. Os dados de identificação e licenças dos pilotos foram enviados para a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Depois de rastrear as identidades dos pilotos e ver que os mesmos não tinham nenhuma fixa suja na polícia, os patrulheiros decidiram liberá-los.

Conselheiro do TCE, Zezéu Ribeiro está internado em estado grave no Aliança

                                         Conselheiro do TCE, Zezéu Ribeiro está internado em estado grave no Aliança
O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Zézeu Ribeiro, está internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Aliança, em Salvador. Segundo fontes do Bahia Notícias, o ex-petista apresenta um quadro de hemorragia digestiva há 12 dias. A família, por conta da situação delicada, pediu reserva na divulgação de informações sobre o estado de saúde do ex-deputado federal. O Bahia Notícias tentou contato com o Aliança, mas não obteve sucesso. Amigos dizem que o pior já passou e Zézeu está se recuperando bem.

Petrobras bate recorde de processamento em refinarias do Brasil em 2014

                                      Petrobras bate recorde de processamento em refinarias do Brasil em 2014
A Petrobras divulgou na tarde desta segunda-feira (26) dados consolidados das operações de refino no país em 2014, atualizando as informações com os dados de dezembro, ainda não publicados pela companhia. Segundo a estatal, a carga total refinada no último ano foi de 2,1 milhões de barris de petróleo por dia (bpd), o que representa um aumento de 1,7% na carga processada em relação a 2013. A estatal destacou ainda recordes mensais de março e junho, quando a carga diária processada atingiu a marca de 2,151 milhões de bpd e 2,172 milhões de bpd, respectivamente. Até o momento ainda não foram divulgados os dados finais da companhia sobre produção e refino no mês de dezembro, mas a estatal tem reforçado a divulgação de dados positivos em comunicados diários à imprensa. No comunicado, a Petrobras divulgou ainda o processamento de 632,7 mil bpd nas unidades de hidrotratamento de diesel, número cerca de 15% superior ao ano de 2013. Também houve alta no processamento das unidades de craqueamento catalítico, segundo a estatal. De acordo com a Petrobras, a melhora é atribuída ao "aumento da eficiência operacional obtido pela gestão integrada do sistema de Abastecimento, contribuindo para a redução das importações de derivados". O desempenho também pode ser atribuído à entrada em operação da primeira etapa da Refinaria Abreu e Lima, em dezembro.
(Fonte Agencia Estado)

Popó avalia sair como vereador na base de Neto, mas quer ajudar PRB no Ministério do Esporte

O deputado federal Acelino Popó Freitas (PRB) afirmou, nesta segunda-feira (26), que colocará sua experiência como esportista e desejo de ajudar o esporte a se desenvolver acima de alinhamentos políticos, apesar de não ter sido cotado para a pasta ocupada pelo ministro e correligionário George Hilton. "O George Hilton está há muitos anos no partido, eu só tenho cinco anos. Não sei se o presidente do partido sabia, mas eu já fui secretário de Esportes do governo de João Henrique, fiz um bom trabalho nessa área, mas acho que é estratégia do partido", disse ao Bahia Notícias. Para ele, a campanha feita a favor de Aécio Neves para presidência também pode ter sido um fator negativo. "Mas eu estou à disposição para ajudar, para prestar a minha experiência como esportista. Muitas vezes, não é só o dinheiro que faz". Mesmo não reeleito nas eleições de 2014 e afirmando anteriormente que se aposentaria da vida pública, Popó disse considerar a proposta do prefeito ACM Neto, de quem o PRB é aliado, para dar apoio ao seu governo, além de se colocar à disposição para um cargo na Olimpíada 2016. "Neto pediu para ver se eu saía vereador aqui para dar um suporte maior pra ele aqui. Já conversou com o presidente do meu partido", contou. Segundo opinião do deputado, os pontos mais importantes para o trabalho do ministro são a inclusão social por meio do esporte e a projeção de um legado para o evento que acontecerá no Rio de Janeiro. "O que vai ter de programação para que esse legado continue? As escolas não têm esporte. Dá para fazer uma parceria com as escolas públicas, com as comunidades. Eu sou um cara do esporte. Se o PRB me deixar fora disso, é porque não tem respeito a um parlamentar do seu partido que foi quatro vezes campeão mundial", provocou, ao lembrar a necessidade de promoção dos esportes olímpicos e reiterar que está à disposição "para ajudar".

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Advogados são acusados de extorquir trabalhadores rurais no interior da Bahia

Reportagem veiculada neste domingo (25) pelo Fantástico denunciou a prática criminosa de advogados contra trabalhadores rurais na Bahia. Os supostos defensores são acusados de cobrar, além do devido em custas processuais, sobre o valor da aposentadoria dos trabalhadores. No interior da Bahia, 28 advogados já foram denunciados na Justiça Federal pelas extorsões. Entre as vítimas, idosos, incapazes, pessoas de baixa ou nenhuma escolaridade que moram em comunidades pobres da zona rural de várias regiões baianas. Segundo a reportagem, as pessoas são atraídas por advogados que prometem conseguir a aposentadoria para elas, direito constituído a qualquer brasileiro. Em alguns casos identificados na matéria, foi verificado que os advogados chegaram a ficar até com todo montante do retroativo, percentual devido pela Justiça ao trabalhador a partir do momento que é dado entrada na aposentadoria.  

Projeto de lei impede demissão por justa causa em caso de alcoolismo

PLS 83/2012, de Eduardo Lopes (PRB-RJ), estabelece que o trabalhador dependente de álcool só poderá ser demitido se não aceitar se submeter a tratamento médico ou psicológico para parar de beber. Para a presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), senadora Ana Rita (PT-ES), a iniciativa reconhece que o alcoolismo é uma doença e busca permitir a recuperação e resgatar a cidadania do trabalhador. Mais detalhes com o repórter da Rádio Senado Francisco Coelho.
(Fonte Agência Senado)

Empresa Camargo Corrêa admite assumir culpa em corrupção na Petrobras, diz jornal

A Camargo Corrêa admite assumir sua culpa no esquema de corrupção da Petrobras, segundo informações apuradas pelo jornal Folha de S. Paulo. Segundo a matéria, a Camargo aceita abrir o jogo em sua participação na acusação de superfaturar obras e pagar propina a diretores da estatal. Entretanto, ainda não estaria decidida em relação à exigência de apontar novos crimes em outras áreas do governo. A intenção de uma das maiores e mais influentes empreiteiras do país é fazer um acordo combinado com seus três executivos presos desde novembro, o que lhe daria mais controle sobre os rumos do processo. A possibilidade que a empresa faça um acordo de delação com o Ministério Público Federal ameaça explodir o "clube da propina", apelido das construtoras investigadas na Operação Lava Jato. Até agora, só a Toyo Setal, que não estava na linha de frente do cartel da Petrobras, está colaborando com a Justiça.