Em coletiva, Rui fala sobre corrupção e repressão da polícia: ‘precisamos separar o joio do trigo’

O futuro governador da Bahia, Rui Costa – eleito neste domingo (5) – defendeu nesta segunda-feira (6) o fortalecimento da Corregedoria de polícia para diminuir a corrupção na categoria. "Nós temos uma polícia boa, com 99% de homens e mulheres que são pais de família e arriscam suas vidas para proteger a sociedade. Mas nós precisamos separar o joio do trigo", avaliou. Segundo ele, investigações de seis meses ou um ano são perdidas porque "alguém lá dentro não é merecedor de usar a farda de um policial", o que tornaria a polícia ineficiente. Rui disse ainda que aumentará o contingente de policiais civis e militares, para tentar desbaratar quadrilhas e enfrentar os grupos que estouram caixas eletrônicos no interior. Além disso, prometeu criar 5 novas bases da PM no estado para facilitar a perseguição e prisão de grupos organizados. Contudo, o governador eleito disse que não adianta só investir em repressão. "Eu considero a segurança uma moeda de duas faces: tem o lado repressivo e tem o lado social, porque nós temos que dar oportunidade para a nossa juventude". Para o petista, não adianta "prender 50 bandidos" e ter 100 jovens cooptados pelo mundo do crime. "atuar nas duas pontas". "Essa será a minha aposta: a aposta nas pessoas. E eu quero motivar o funcionalismo e os professores, para que nós possamos comemorar, ao final de quatro anos, um processo de inclusão, de valorização e de esperança da nossa juventude", resumiu.
(Fonte Bahia noticias)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação