Paulo Roberto Costa deixa sede da PF em Curitiba

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, acusado de fraudes durante sua gestão na estatal e que fez um acordo com a Justiça para fazer delação premiada, deixou nesta quarta-feira (1ª), às 13h10, a sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde estava preso. Ele seguiu dentro de um veículo Pajero escoltado diretamente para o Aeroporto Afonso Pena, de onde partirá em um jato da PF. Costa cumprirá prisão domiciliar em sua residência e será monitorado por um grupo da PF, além de uma tornozeleira eletrônica colocada pela manhã. Preso pela Operação Lava Jato em março deste ano, Costa citou recentemente o nome de 30 políticos que estariam de alguma forma sendo beneficiados pelo esquema de fraudes e desvios de recursos da estatal, além do recebimento de US$ 23 milhões de uma empreiteira do exterior para facilitação de contratos com a empresa. A previsão é de que ele retorne a Curitiba no dia 8 de outubro para um novo depoimento à Justiça Federal sobre o escândalo que envolve a Petrobras.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César