Cúpula do G20 quer intensificar combate do vírus ebola

A cúpula do G20 – grupo de governantes dos países mais ricos do planeta, se comprometeu a fazer o possível para erradicar a epidemia do ebola no mundo. O grupo está reunido na Austrália neste sábado (15). "Os membros do G20 se comprometem a fazer o que for necessário para que os esforços internacionais resultem na erradicação da epidemia, e enfrentar o custo econômico e humanitária a médio prazo", afirma um comunicado publicado no primeiro dia do encontro, que termina domingo. A epidemia já provocou mais de 5 mil morte, sendo a maioria na Libéria, Serra Leoa e Guiné, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). "Vamos trabalhar por meio de cooperações bilaterais, regionais e multilaterais, assim como em colaboração com as organizações não governamentais", completa o comunicado. Os governantes ainda fizeram um apelo ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que "continuem com o sólido apoio aos países afetados", para que sejam estimulados a "explorar novos mecanismos flexíveis para enfrentar no futuro as repercussões econômicas de crises similares". O Banco Mundial defendeu na reunião a criação de "fundos de emergência" para combater as próximas pandemias e "evitar a repetição da reação lenta, tardia e muito fragmentada ao vírus ebola". A propagação do vírus, segundo o banco, pode custar mais de 32 bilhões de dólares à África Ocidental até o fim de 2015. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu aos países do G20 que "intensifiquem a resposta internacional" para impedir a propagação do vírus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César