EXCLUSIVA Alvo de Conselho, Gabrielli está fora do governo Rui

Gabrielli na época em que dirigia a Petrobras
A decisão do Conselho de Administração da Petrobras de pedir ao Ministério Público a abertura de uma ação civil contra José Sérgio Gabrielli vai inviabilizar sua manutenção como secretário de Estado na Bahia. Gabrielli é secretário de Planejamento do governador Jaques Wagner desde que deixou a presidência da estatal para tentar se viabilizar como candidato ao governo da Bahia. Com a eclosão do primeiro escândalo na Petrobras, a partir da denúncia sobre a temerária compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, executada em sua gestão no comando da estatal, sua situação começou a balançar na secretaria. Por mais de uma vez, entretanto, Wagner disse confiar no petista, acrescentando que seria incapaz de largá-lo à própria sorte em meio a questionamentos sobre sua gestão na Petrobras. Agora, com a mudança de governo, surge finalmente a oportunidade para que Gabrielli deixe a administração, onde toca, entre outros projetos, o da construção da ponte Salvador-Itaparica. O governador eleito, Rui Costa, além de não ter qualquer compromisso com Gabrielli, vai aproveitar a situação para afastar o petista do governo, contou uma fonte governista ao Política Livre. Além de Gabrielli, 14 funcionários da Petrobras, incluindo o ex-diretor da área Internacional, Nestor Cerveró, tiveram seus nomes encaminhados ao MP pelo Conselho de Administração da Petrobras com pedido de abertura da ação civil.
(Fonte Politica Livre)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação