Senado aprova projeto que restringe uso de armas letais por policiais

Gás lacrimogêneo, balas e cassetete de borracha, spray de pimenta e arma de eletrochoque, também conhecida como taser, terão prioridade na ação policial, conforme projeto de lei aprovado pelo plenário do Senado na tarde desta quarta-feira (26). O uso de armas pode ser indicado aos profissionais se essa opção não colocar em risco a vida dos policiais. A matéria agora segue para sanção presidencial.  O projeto também proíbe o uso de armas de fogo nos casos de abordagem contra pessoa em fuga que esteja desarmada ou contra veículo que desrespeite bloqueio policial, também desde que coloque em risco a vida do agente de segurança ou de terceiros. A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), porém, manifestou preocupação com o uso de armas de choque e spray de pimenta nas protestos populares. Para ela, esses instrumentos ainda podem ser considerados violentos e têm causado danos a manifestantes. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação