Otto fala sobre cortes de cargos e parabeniza retorno de secretaria voltada para recursos hídricos

O senador eleito Otto Alencar (PSD) afirmou nesta segunda-feira (1°) que concorda “plenamente” com os cortes de cerca de 1,7 mil cargos comissionados com a extinção de seis secretarias anunciadas pelo governador eleito Rui Costa (PT). "Serão modificações que vão dar uma condição melhor de agilização dos serviços públicos, sobretudo no quesito de colocar na estrutura da Secretaria de Saúde, de Educação e de Segurança Pública o serviço de engenharia, manutenção para as unidades", defendeu, durante evento realizado na Governadoria do Estado, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Segundo ele, a maioria do orçamento do governo é voltado para pessoal e fica no limite dos 45% definidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. "O Estado arrecada para sustentar muitas organizações que não têm arrecadação, como a Assembleia Legislativa, que da receita corrente líquida deve estar em torno de 2%, 2,5%, o poder Judiciário, com mais de 6%, Tribunais de Contas dos Municípios e do Estado... Então há que se fazer economia sim, para se fazer mais investimento nas áreas que são primordiais para a população", avaliou. Otto comentou, ainda, sobre o retorno da Secretaria de Infraestrutura de Recursos Hídricos e Saneamento, e alertou para a redução de mananciais no estado em cerca de 50% nos últimos 30 anos. Segundo ele, o governo precisa atuar de forma urgente na revitalização das nascentes dos rios, principalmente do Rio São Francisco – para evitar a ameaça de falta de suprimento de água no semiárido baiano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação