Dirigente sindical afirma que extinção do Derba facilita 'maracutaias' de empresários

Com a extinção do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), muitos funcionários do órgão irão perder suas funções, de acordo com a Associação Sindical dos Servidores do Derba (Asderba). De acordo com Milton Ramos, presidente da Asderba, há informações ainda sobre a demissão de cerca de 150 funcionários terceirizados. "A conservação das estradas deveria ser realizada através do Derba, mas eles [o governo] estão contratando outras empresas. Fizemos um acordo com o governo Wagner em 2007 para um novo plano de cargos e abrindo a possibilidade de contratação de pessoal para o Derba, mas eles não cumpriram", contou. Para Ramos, o processo de privatização do serviço é prejudicial, já que o custo para o governo é consideravelmente maior do que o valor que seria gasto com o Derba, além de facilitar processos de corrupção. "Estão extinguindo o Derba e vão entregar a conservação para as empresas para facilitar as maracutaias que estão ocorrendo no Brasil todo. Já fiz estudos que a conservação de um trecho de uma rodovia sai três ou quatro vezes mais cara quando é realizada por uma empresa privada", avaliou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação