Ligado ao MST, deputado petista baiano diz que Kátia Abreu representa 'retrocesso'

Deputado federal ligado ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Valmir Assunção (PT-BA) criticou a escolha de Kátia Abreu para o ministério da Agricultura. “Não há justificativa para indicar um ‘porta-voz’ do latifúndio para a pasta. A indicação da senadora para o cargo, que não teve o apoio total nem do seu próprio partido, é o símbolo do combate à reforma agrária, do ataque ao território indígena e quilombola, da legislação que preserva o meio ambiente.  A nomeação dela é um retrocesso”, atacou o parlamentar. Em nota enviada ao Bahia Notícias, Valmir defendeu mudanças no comando do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Incra para facilitar o processo de reforma agrária. “A nomeação de Patrus Ananias para o MDA, por exemplo, fortalece a luta pela terra no país. Ele vai seguir com o compromisso de crescer a participação dos movimentos sociais no governo e nas decisões políticas, diálogos fundamentais para a continuação da administração da presidenta Dilma”, finalizou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação