Presidente da CBDA não teme casos de doping nos Jogos Olímpicos: ‘Para malandro burro’ por Edimário Duplat


                                        Foto: Bruno Concha/Agência Haack/Bahia Notícias
Os casos de doping sistemáticos de atletas de alto rendimento por todo o mundo vem se tornando o destaque negativo do esporte olímpico às vésperas dos Jogos do Rio de Janeiro 2016. Entretanto, para o presidente da Confederação Brasileira de Desporto Aquático (CBDA), Coaracy Nunes, isso não afeta o planejamento da natação brasileira, que vem realizando exames com atletas para evitar eventuais problemas na competição internacional.

“A CBDA está fazendo o máximo de exames com os atletas e não temos nenhum caso de doping. Estamos tranquilos sobre isso”, afirmou o dirigente em entrevista ao Bahia Notícias, onde também ironizou um possível escândalo com atletas durante a Rio 2016. “Não temos nenhum temor da nossa parte. Doping é para malandro burro que sabe que será apanhado”, concluiu.

Apesar das afirmações de Nunes, a Natação Brasileira não passa um ano sem um caso de doping desde 2003, sendo 26 casos desde 1993. Nos últimos cinco anos foram 15 nadadores flagrados, com destaque para atletas como Cesar Cielo, Nicholas Santos, Henrique Barbosa, Felipe França e João Gomes.

No caso de Cielo, Santos e Barbosa, foram comprovados que a culpa foi da farmácia que produziu os suplementos, mas os três atletas foram advertidos pela Federação Internacional (FINA).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação