Goleiro Bruno pode voltar à prisão após decisão do STF nesta terça

© Reuters
O pedido foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na semana passada
A liberdade do goleiro Bruno Fernandes, condenado pelo assassinato de Eliza Samudio, estará em jogo nesta terça-feira (25). A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) se reunirá para avaliar o habeas corpus concedido para o jogador. O pedido foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na semana passada.
Segundo informações do Extra, Janot solicitou a revogação da decisão que libertou Bruno. O responsável por conceder a liminar de soltura foi o ministro Marco Aurélio Mello, em fevereito deste ano. A volta do atleta à prisão não é descartada, no entanto, os advogados de defesa não acreditam que haja essa possibilidade.
"O Ministro Marco Aurélio Mello concedeu a medida liminar, que é algo muito dificil. Não acredito que haja uma volta do Bruno para a cadeira. Ele está trabalhando, não esta na gandaia, não fala mal de ninguém. Ele está calmo e tranquilo. Está apreensivo, mas confia no Judiciário", disse o advogado Lúcio Adolfo.
Entenda o caso
Bruno Fernandes foi condenado a 22 anos e seis meses de prisão pela morte e desaparecimento do corpo da ex-modelo Eliza Samudio, com quem tem um filho. O goleiro só ficou detido seis anos, deixando a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), em fevereiro deste ano. Após sair da cadeia, Bruno assinou contrato com o Boa Esporte. O time, de Minas Gerais, disputa a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.
(Fonte: Noticias ao Minuto)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação