Atlético-MG para em retranca boliviana e é eliminado na Libertadores

© DR
Vencedor em 2015, River Plate é o adversário do time boliviano
O Atlético-MG está fora da Taça Libertadores. Na noite desta quarta-feira (9), o time mineiro empatou sem gols com o Jorge Wilstermann, no Mineirão. No duelo de ida, em Cochabamba, na Bolívia, os atleticanos perderam por 1 a 0. A dedicação e a entrega dos jogadores bolivianos fizeram a diferença na soma dos dois confrontos entre Atlético e Jorge Wilstermann. Cientes da limitação técnica diante de uma das equipes mais caras da América do Sul, os bolivianos garantiram a vantagem mínima no primeiro duelo e atuaram completamente na defesa na partida de volta.
Em casa, o Atlético ficou a maior parte do tempo com o domínio da bola, mas ter o controle do jogo não representou muitas chances. Após o encerramento do primeiro período, o time alvinegro tinha 63% de posse de bola e apenas uma finalização no rumo do gol.
Como aconteceu em ocasiões anteriores, a equipe apelou para os cruzamentos -foram 14 somente no primeiro tempo, sendo apenas um certo.
Aos 33 minutos, ainda na etapa inicial, o Atlético até conseguiu fazer o gol que precisava para pelo menos levar a decisão para os pênaltis. Fred recebeu lançamento na área, dominou sozinho e bateu na saída do goleiro. Porém, o auxiliar Carlos Lopez, da Venezuela, assinalou impedimento, confirmado pelo árbitro Jose Argote. No entanto, a condição de Fred era legal, como mostrou a transmissão da televisão.
Na segunda etapa, o Atlético aumentou a pressão sobre o adversário, mas não foi efetivo o bastante para furar o bloqueio boliviano. Luan, que foi preparado ao longo das últimas semanas para atuar com Fred, chegou a acertar uma bola no travessão.
Aos 17 minutos do segundo tempo, Luan, com câimbras, deixou o jogo para a entrada de Robinho. O substituto, inclusive, teve uma chance aos 44 minutos para levar a decisão para as penalidades, mas tentou um voleio e errou o gol.
Após eliminar o campeão da Libertadores de 2013, o Jorge Wilstermann vai ter no caminho outra equipe que ganhou a competição recentemente. Vencedor em 2015, River Plate é o adversário do time boliviano. O primeiro jogo está marcado para 13 de setembro, na Bolívia. A volta vai ser no dia 20 do mês que vem, em Buenos Aires, na Argentina.
ATLÉTICO-MG
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Adilson (Valdívia) e Cazares; Luan (Robinho) e Fred. T.: Rogério Micale.
JORGE WILSTERMANN
Raúl Olivares; Omar Morales (Rudy Cardoso), Alex Silva, Edward Zenteno e Juan Pablo Aponte; Marcelo Bergese (Cristian Chávez), Fernando Saucedo, Cristhian Machado, Serginho e Jorge Ortiz; Gilbert Álvarez (Pedriel). T.: Roberto Mosquera.
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Cartões amarelos: Marcos Rocha (CAM); Olivares Fernando Saucedo (JWL)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação