Campeão da Fórmula E, Lucas Di Grassi só volta em escuderia grande

© Reuters / Hamad I Mohammed
A vitória na Fórmula E representa uma virada na carreira do piloto
Depois de duas temporadas "batendo na trave", o brasileiro Lucas Di Grassi vive a melhor fase de sua carreira, coroada com o título da última temporada da Fórmula E. O momento na categoria dos carros elétricos é tão bom que o piloto afirma que só voltaria à Fórmula 1 para correr por uma escuderia grande.
"Eu não trocaria a minha posição hoje na Audi e Fórmula E por uma equipe média e pequena da Fórmula 1. Seria hipócrita se dissesse que não voltaria nunca para lá, mas não tenho mais essa gana de estar na categoria para completar o grid apenas. Gosto de vencer", disse o piloto de 33 anos em entrevista coletiva, nesta quarta-feira, em São Paulo.
A vitória na Fórmula E representa uma virada na carreira do piloto, que teve passagem discreta pela principal categoria do automobilismo em 2010, quando correu pela Virgin Racing e terminou o ano na 24.ª posição.
A reta final do campeonato da Fórmula E foi dramática. Lucas Di Grassi entrou na pista da rodada dupla de Montreal, no Canadá, 10 pontos atrás do líder, o francês Sébastien Buemi. Ao fim das duas provas, o brasileiro marcou 28 pontos em 29 possíveis, viu o adversário ser desclassificado e virou o jogo. "Tenho mais alguns anos de carreira, mas é na Fórmula E que pretendo me aposentar", comentou o campeão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação