© Divulgação/Agência Corinthians 
Os jogadores do Corinthians tentaram tratar com naturalidade a derrota por 1 a 0 para o Vitória, sábado, no Itaquerão, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe perdeu uma invencibilidade de 34 partidas na temporada, a segunda maior série invicta em 106 anos de historio do clube, atrás apenas da marca obtida em 1957, quando ficou 37 jogos sem ser batido (26 vitórias e 11 empates)."Perdemos na hora certa. Não tem hora boa para perder, mas se for parar para olhar, perdemos numa situação em que podíamos", disse o lateral-direito Fagner.
O volante Maycon seguiu o discurso do companheiro. "É do futebol, sabíamos que podia acontecer em algum momento. Agora é manter o foco, o campeonato está se desenhando bem", afirmou.
Para o atacante Jô, o tropeço diante de um adversário que está na zona do rebaixamento não pode abalar o moral da equipe, líder isolada do Campeonato Brasileiro com 47 pontos, oito a mais do que o Grêmio, segundo colocado. "A derrota é natural, aconteceu, mas vamos seguir com a mesma alegria e humildade", disse.
O meia Rodriguinho também destacou a ótima campanha do Corinthians, apesar da derrota em casa. "A derrota iria acontecer. Tem muito campeonato pela frente e o trabalho está sendo bem feito. Nossa campanha é impecável, e não vamos perder o foco", avisou.

Na quarta-feira, o Corinthians enfrenta a Chapecoense, em Santa Catarina, em jogo atrasado da 20ª rodada do Brasileirão. Suspenso, o zagueiro Balbuena deve ser substituído por Léo Santos. O lateral-esquerdo Guilherme Arana saiu no intervalo da partida com o Vitória com dores na coxa direita e é dúvida. Com informações do Estadão Conteúdo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BARRA DO ROCHA: HOMEM É ASSASSINADO À GOLPES DE FACÃO EM FAZENDA

'Um dos maiores da história', diz Petkovic sobre Júlio César

Vinícius faz golaço em empate do Real B, mas é expulso por simulação